É um Projecto MDM  desenvolvido no distrito de Aveiro, uma região marcada pela diversidade de ocupação territorial, com actividades económicas, culturais e de produção de conhecimento que têm sofrido grandes transformações. É um território industrializado com forte desqualificação, onde têm ocorrido grandes alterações no tecido produtivo, com o encerramento de muitas indústrias, o declínio progressivo da pesca e da agricultura  e o consequente alastramento do desemprego. No ponto de vista social, registamos que a taxa de fecundidade na adolescência é de 15,9% o que nos merece uma atenção especial, bem como alguns sinais de aumento de discriminação de género, de violência doméstica e de feminização da pobreza decorrentes da crise económica e social. Os dados recolhidos permitem-nos concluir que os problemas da discriminação de género, da violência doméstica e sexual, do tráfico, têm vindo a crescer, na proporção do aumento dos problemas económicos e sociais que se abatem sobre a população da região.  Permite-nos também perceber que a escola pública continua a ser um espaço de intervenção importantíssimo, porque ali se encontram e conjugam todas as debilidades e potencialidades da comunidade em geral. Pretende-se construir novos produtos procurando contribuir para prevenir comportamentos discriminatórios e violências de vário tipo, nomeadamente no namoro.

CONGRESSO A MULTIPLICIDADE DAS VIOLÊNCIAS

PUBLICAÇÃO

VIDEO

Sobre o Dia Nacional da Des/Igualdade Salarial | 2020

NO DIA 10 DE NOVEMBRO, FOI ASSINALADO DIA NACIONAL DA DES/IGUALDADE SALARIAL Dizem que é uma data “oscilante” porque traduz em dias a “disparidade salarial”, e até acabar o ano, marca o dia em que as mulheres deixam de ser remuneradas pelo seu trabalho e os homens continuam a receber o seu salário, mas tudo “virtualmente”. Nós

Quando convivemos em isolamento voluntário com um agressor

Na sequência de notícias sobre um caso de violência doméstica, na cidade de Vila Nova de Famalicão, o núcleo do MDM em Braga, alertou para os impactos do actual estado de Emergência e o isolamento social que, no casos de contextos de violência doméstica é particularmente inquietante. A ansiedade e stress psicológico que se sente

wb_gestao2VIVER DIREITOS VENCER VIOLÊNCIAS