EM MOVIMENTO

Uma parceria com a AMUCIP – Associação para o desenvolvimento Mulheres Ciganas Portuguesas

Projeto EMPODERAR – Por uma educação contextualizada construída com mulheres ciganas Parceria entre o MDM e a AMUCIP

O MDM acaba de assinar o protocolo de cooperação com o ACM para desenvolver esta
experiência de colaboração com a Associação para o Desenvolvimento das Mulheres Ciganas Portuguesas – a AMUCIP. É sem dúvida uma nova experiência de articulação que responde ao desafio de um grande combate do nosso tempo, que é o de partilhar e proclamar valores democráticos, de respeito e construção mútua e colectiva da sociedade plural onde queremos viver. Como sempre afirmamos, o
MDM está ligado à vida por um mundo de igualdade e por ele tecemos redes e parcerias progressivas e justas.

Este projecto vai decorrer no Seixal, e terá uma duração de Maio 2020 a junho de 2021, por adaptação em relação às circunstanciais face à COVID 19. E resulta de uma parceria MDM, entidade proponente, e a Associação para o Desenvolvimento das Mulheres Ciganas Portuguesas (AMUCIP) e tem ainda como parceirosCentro Qualifica – Escola – Escola Secundária com 3.º Ciclo do Ensino Básico de Amora, a
Cátedra da UNESCO Educação, Cidadania e Diversidade Cultural da Universidade Lusófona e a
Câmara Municipal de Seixal, através do Plano Local para a Integração das Comunidades
Ciganas (PLICC) no concelho do Seixal.

O Projecto “Empoderar: por uma educação contextualizada construída com as mulheres ciganas” tem como objetivo geral desenvolver um projecto de Educação Contextualizada à realidade das mulheres de etnia cigana, numa perspetiva colaborativa com a comunidade(cigana)-escola, que permita criar e/ou ajustar propostas pedagógicas com vista à progressão escolar e/ou profissional das mulheres desta comunidade, em diálogo com as suas práticas comunitárias.
Trata-se de um projecto piloto, concentrado na articulação entre dois espaços educativos, ou seja: o Espaço Comunidade – representado pela AMUCIP, que assume a função pedagógica de desenvolvimento de práticas comunitárias e educativas com o grupo de mulheres ciganas, em conexão com o Espaço Escola representado pelo Centro Qualifica-Escola Secundária de Amora, entidade pública que integra as mulheres desta etnia em programas de Educação e Formação de Adultos; em RVCC escolar  (Reconhecimento, Validação e Certificação de Competências) e Formação Modular (Linguagem e Comunicação e TIC).
A estratégia para conquistar este objetivo assenta na realização das seguintes acções orientadas para as mulheres ciganas, que são o publico alvo.

A proposição de atividades sobre a cultura cigana na escola pode contribuir para combater estereótipos e promover o sentimento de pertença ao Espaço Escola, em que diferentes culturas têm a possibilidade de dialogar.
O Encontro “por uma educação contextualizada construída com as mulheres ciganas” visa a partilha pública do processo com os diferentes atores e parceiros e a reflexão orientada para a transformação das realidades.
Em síntese, este Projecto conta na sua componente escolar com uma mediação intercultural para o acompanhamento do grupo de mulheres ciganas em contexto escolar, e apoio às participantes na construção do planeamento individual e cooperativo dos trabalhos e no desenvolvimento de atividades sobre a cultura cigana no contexto escolar.
Na sua componente comunitária, prevê a criação de um espaço de assembleia comunitária envolvendo as mulheres participantes e a realização de um Encontro “por uma Educação Contextualizada construída com as mulheres ciganas”.
Este projecto é financiado pelo Alto Comissariado para as Migrações (ACM) através do Fundo de apoio à Estratégia Nacional para a Integração das Mulheres Ciganas (FAPE 2020-2021) e enquadra-se nos seguintes objectivos e medidas da Estratégia Nacional para a Integração das Comunidades Ciganas:

1. Promover a Igualdade entre Mulheres e Homens nas medidas de integração de pessoas
ciganas
1.1 Incentivar e apoiar a participação na vida profissional, cívica e política de raparigas e
mulheres ciganas, nomeadamente na medida
1.2 promoção da participação cívica, política e associativa de raparigas e mulheres ciganas
2. Garantir condições efectivas de acesso à educação, sucesso educativo e aprendizagem ao
longo da vida de pessoas ciganas
2.1 Promover e reforçar a capacidade dos agrupamentos de escolas e das escolas não
agrupadas para a integração e o sucesso educativo das crianças e jovens ciganas/os no
ensino básico e secundário e desenvolvimento de acções de aproximação entre escolas e as
comunidades ciganas que visam promover a integração e o sucesso escolar

O que se irá dinamizar…

A Tipologia de intervenção prevê:

– Acções/iniciativas com vista a promover a igualdade entre mulheres e homens nas medidas de
integração de pessoas ciganas;

– Acções/iniciativas com vista a promover o acesso à educação, sucesso educativo e
aprendizagem ao longo da vida de pessoas ciganas.

wb_gestao2Uma parceria com a AMUCIP – Associação para o desenvolvimento Mulheres Ciganas Portuguesas

Related Posts