EM MOVIMENTO

A política de saúde deste Governo, mata!

A situação de caos que se vive em muitos hospitais nos serviços de urgência, com tempos de espera infindáveis, tendo sido já registadas mortes sem que os doentes tivessem sido assistidos, são consequência da situação de ruptura a que chegaram muitos serviços do Serviço Nacional de Saúde. A Plataforma Lisboa em Defesa do SNS reclama a necessidade de mudança de políticas, garantindo a toda a população o direito constitucional à saúde, nomeadamente extensões de Centros de Saúde, mais médicos de família, reforço com meios humanos e técnicos no Hospital Amadora-Sintra e um novo hospital público que sirva a população do concelho de Sintra. O MDM, através da Plataforma Lisboa em Defesa do SNS, participou numa concentração promovida pelas Comissões de Utentes da Saúde dos concelhos de Amadora e Sintra. Nesta iniciativa, realizada no passado dia 29 de Janeiro, intervieram representantes dessas Comissões e da Plataforma, tendo ainda sido aprovada, por unanimidade, uma moção que vai ser entregue no próximo dia 19 de Fevereiro no Ministério da Saúde, após a realização de uma marcha de protesto promovida pela Plataforma de Lisboa em Defesa do Serviço Nacional de Saúde, que decorrerá entre o Hospital Curry Cabral e o Ministério da Saúde, pelas 17 horas.

Ver Moção

wb_gestao2A política de saúde deste Governo, mata!

Related Posts