EM MOVIMENTO

MDM repudia a acusação de terrorismo dos EUA à Venezuela – CoViD-19

Divulgamos a tomada de posição do MDM repudiando as mais recentes acusação dos governo dos EUA à Republica Bolivariana, que exigiu da nossa parte urgente intervenção junto do governo Português. Esta tomada de posição foi remetida ao Governo Português, ao Ministério dos Negócios Estrangeiros, à Embaixada da Venezuela em Portugal, à Embaixada dos EUA em Portugal, à FDIM e às organizações de mulheres na Venezuela.

**

No momento em que todos os países estão confrontados com uma pandemia COVID 19 que exige a solidariedade das instâncias nacionais e internacionais, a OMS apela à cooperação para que cada país tenha os seus meios médicos e medicamentosos garantidos para poder fazer face à pandemia e que o secretario geral da ONU declarou recentemente “mais do que nunca, precisamos de solidariedade, esperança e vontade política para superar juntos esta crise”, como nações verdadeiramente unidas;

Neste momento em que se compreende que os governos nacionais procuram agir com responsabilidade, inclusive tomando as medidas de precaução necessárias para conter a disseminação e combater o COVID-19, o Governo dos Estados Unidos declarou a República Bolivariana de Venezuela como estado patrocinador de terrorismo (trafico de droga e lavagem de dinheiro) e anuncia que pretende a cabeça do seu Presidente Nicolás Maduro oferecendo 15 milhões de dólares. Esta é uma atitude dos EUA que, não sendo nova, manifesta prepotência e desespero pelo insucesso de suas operações para derrubar um governo democraticamente eleito;

O Movimento Democrático de Mulheres (MDM) manifesta a sua fraterna Solidariedade com as mulheres e o Povo da Venezuela que sofre na pele as consequências deste infame bloqueio financeiro, comercial e económico dos EUA, que tem impedido o desenvolvimento da economia e nomeadamente a aquisição no exterior de alimentos, medicamentos e outros bens essenciais.

O MDM apela ao Governo português para não permitir bloqueios unilaterais venham de onde vierem, pois, uma coisa interessante que esta pandemia COVID 19 está a mostrar, é que todos precisamos de todos para além das legitimas diferenças de opinião que existem no mundo.

No quadro da Constituição da República Portuguesa e da carta das Nações Unidas, Portugal é um país que respeita a soberania dos povos.

wb_gestao2MDM repudia a acusação de terrorismo dos EUA à Venezuela – CoViD-19

Related Posts