O Movimento Democrático de Mulheres – MDM realiza o Seminário Internacional As mulheres e o mundo do trabalho em Portugal e na Europa que organiza em colaboração com a Federação Democrática Internacional de Mulheres – FDIM, e com o apoio da Câmara Municipal de Loures.

O Seminário Internacional terá lugar em Loures, a 28 de Maio de 2021 entre as 09.00h e as 17.00h, no Palácio dos Marqueses da Praia e Monforte, e com um modelo duplo – por videoconferência (transmitido no canal do MDM no Youtube) e presencialmente, no respeito integral das recomendações sanitárias.

Pretende-se com a realização deste Seminário proporcionar um espaço de reflexão a partir do contributo do MDM e de outras organizações filiadas e não filiadas na FDIM, que permita avaliar a situação e os direitos das mulheres no mundo do trabalho em Portugal e em outros países da Europa, e contribuir para o estabelecimento de relações de solidariedade na luta das mulheres pelo direito ao trabalho com direitos, condição fundamental para a afirmação e exercício de direitos e para o desenvolvimento social.

Os retrocessos nos direitos laborais e sociais das mulheres de todas as gerações, marcados pela crise do sistema capitalista e agravados pela pandemia COVID 19, têm significativos impactos no aumento das injustiças e desigualdades e na degradação das condições de trabalho e de vida.

Aumentou a pobreza, a exclusão social, as migrações, o tráfico humano e as multifacetadas violências, a mercantilização do corpo e de todas as esferas da vida humana, o desrespeito pela soberania dos povos e pela paz no mundo.

Este Seminário conta com a presença de várias organizações de mulheres na Europa e da FDIM.

Para acompanhar o Seminário Internacional A Mulher e o mundo do trabalho, em Portugal e na Europa, siga o canal do MDM no Youtube (clique aqui)

Programa

09.30h – Abertura
Bernardino Soares, Presidente da Câmara Municipal de Loures
Ana Souto, Direcção Nacional do MDM
Ada Donno, Vice-Presidente da Federação Democrática Internacional de Mulheres

Mesa 1: 10.00h -12.30h
Moderação: Ana Margarida Lopes, Direcção Nacional do MDM.

Ana Isabel Oliveira. Economista bolseira de doutoramento Universidade do Porto.
Os impactos das novas tecnologias nos processos e organização do trabalho das mulheres.

Ada Donno. Presidente da Associação de Mulheres da Região do Mediterrâneo, AWMR. O efeito do plano financeiro da união europeia, sobre o emprego das mulheres em Itália (The effects of the financial plan of the European Union, the so-called NGEU, on women's employment in Italy).

Laura Tarrafa. Engenheira do Ambiente. Direcção da Associação de Mulheres Agricultoras e Rurais Portuguesas, MARP. Um campo com direitos. A luta das mulheres agricultoras e rurais.

Brigitte Triems. Presidente da União Democrática de Mulheres da Alemanha, Equilíbrio trabalho-vida –reconciliação da vida professional, familiar e pessoal (Work-life balance – reconciliation of professional, family, and personal life).

Margarida Ferreira. Técnica assessora do Departamento de Ensino Superior e Investigação do SPGL/FENPROF. Mulheres trabalhadoras do ensino superior e investigação científica em Portugal.

Mina Rasteen, Democratic Organization of Iranian Women, DOIW. Trabalho precário e mulheres no Irão (Precarious Employment and Women in Iran).

Raquel Gallego. Enfermeira. Sindicalista, Conselheira Nacional do MDM. Braga: mulher, trabalho e luta.

Mairini Stefanidis. Federação das Mulheres da Grécia, OGE. A política da União Europeia sobre o trabalho das mulheres é contra a igualdade das mulheres (EU Policy on women´s work is against to women´s equality).

Sandra Benfica. Direcção Nacional do MDM. Trabalho com direitos, condição fundamental para vencer violências.

Rosa Peças. Direcção Nacional do MDM. O direito das mulheres à proteção social, à reforma e a uma pensão digna.

Maria Alberto Branco. Direcção Nacional do MDM. Discriminações no mercado de emprego – reflexões e dúvidas.

Fátima Messias. Coordenadora da Comissão para a Igualdade entre Mulheres e Homens, CGTP-IN. A situação das mulheres trabalhadoras em Portugal e o seu papel nos sindicatos.

INTERVALO: 12.30h – 14.00h

Mesa 2: 14.00h -16.30h
Moderação: Maria Teresa Neves, Direcção Nacional do MDM.

Sandra Ribeiro. Presidente da Comissão para a Cidadania e a Igualdade de Género, CIG.

Cristina Simó. Presidente de Movimiento Democrático de Mujeres, MDM España. La conciliación y la corresponsabilidad: redistribución de la riqueza y el reparto equitativo del trabajo.

Joana Tomé. Designer, Conselheira Nacional do MDM. A mulher trabalhadora no sector da Cultura – luta e emancipação.

Rita Duarte. Arquitecta. Membro do Movimento dos Trabalhadores em Arquitectura – MTA. Precariedade no trabalho e na vida das jovens mulheres qualificadas. Realidades no sector da arquitectura

Zoraima Prado. Dirigente do Sindicato Enfermeiros Portugueses, Conselheira Nacional do MDM. A situação das enfermeiras, lutas e reivindicações antes e depois COVID19.

Aslihan Cakaloglu – Organização das Mulheres Turcas. Women struggle in Turkey during the pandemic.

Luísa Alves. Dirigente sindical do CESP. A realidade das trabalhadoras no sector do comércio retalhistas, nas grandes superfícies e no sector social

Tânia Mateus. Direcção Nacional do MDM. O direito das trabalhadoras à articulação entre a vida profissional, pessoal e familiar em Portugal.

Sandra Pereira. Deputada no Parlamento Europeu. As mulheres. A União Europeia e a luta pela igualdade.

Catarina Morais. Economista, assessora técnica CGTP-IN, Direcção Nacional do MDM. O peso das trabalhadoras por grandes sectores de actividade económica. Emprego/desemprego. A desvalorização do trabalho das mulheres, salários, horários, precariedade. Efeitos Covid 19, teletrabalho, layoff.

Laura Bottai. Assembleia das Mulheres Comunistas, ADOC. As condições de trabalho na Itália e a crise sanitária, social e económica determinada pela pandemia (Worsening conditions determined by the health, economic and social crisis determined by the pandemic).

Isabel Cruz. Direcção Nacional do MDM. Pelos direitos das mulheres. Por uma verdadeira política de igualdade.

16.30h – Encerramento
Nuno Abreu, adjunto, em representação da CM Loures
Lorena Peña. Presidente da Federação Democrática Internacional de Mulheres.
Regina Marques. Direcção Nacional do MDM. A centralidade do trabalho na vida das mulheres: questionamentos e saídas para a luta emancipadora das mulheres e dos povos. O papel do MDM.

Alguns temas em discussão no Seminário:
– Os aspectos específicos e comuns na situação e nos direitos das trabalhadoras por profissão, qualificação e idade, e a evolução do peso das trabalhadoras por grandes sectores de actividade económica.
– O emprego e o desemprego das mulheres, o peso da precariedade, dos baixos salários e das discriminações, as suas consequências na degradação do estatuto socioprofissional e os impactos no direito ao projecto de vida pessoal, profissional e familiar face à autonomia económica e social, e em particular:
 As diversas formas de exploração das trabalhadoras na indústria, agricultura, comércio e serviços, a precariedade e seus efeitos na organização e projecto de vida das mulheres;
 Os baixos salários e as discriminações salariais entre mulheres e homens, como reflexo das desigualdades e injustiça na distribuição da riqueza;
 A desregulação do tempo de trabalho e a conciliação da vida profissional, familiar e pessoal;
 As limitações nos direitos de maternidade e paternidade, os impactos na natalidade, as violências no trabalho e as diferentes formas que assumem;
 Os direitos das trabalhadoras na protecção e segurança social, maternidade-paternidade, no desemprego, doença e reforma por doença ou velhice;

 As redes de equipamentos públicos na concretização dos direitos das trabalhadoras, das crianças, das famílias monoparentais e mais vulneráveis.
 Os impactos das novas tecnologias nos processos e organização do trabalho, sobretudo sobre a experiência do teletrabalho nas condições da pandemia.
A luta das mulheres trabalhadoras pelo direito ao trabalho com direitos, pela valorização dos salários, pelos direitos laborais e sindicais e a contratação colectiva, contra as discriminações salariais e a precariedade laboral, e o contributo das comemorações do 8 de Março, em cada país, na mobilização para a luta em defesa dos direitos e a expressão das suas reivindicações concretas.


Ver Seminário (Sessão manhã)

Ver Seminário (Sessão tarde)

Ver Seminário (integral)

wb_gestao2Seminário Internacional A Mulher e o mundo do trabalho em Portugal e na Europa