EM MOVIMENTO

Direcção Nacional do MDM analisa o agravamento da situação das mulheres

As mulheres têm muitas razões para lutar.
Juntas fazemos acontecer!

A Direcção Nacional do MDM reuniu e analisou a actual conjuntura internacional e a situação das mulheres em cada região do nosso País e considerou que as mulheres têm muitas razões para lutar, impondo-se a denúncia dos problemas das mulheres, mas principalmente as propostas que concretizem os direitos das mulheres e se contribuam para a melhoria das condições de vida.

A situação das mulheres é de agravamento, expresso pelas lutas das mulheres, nomeadamente das enfermeiras, das professoras, e das lutas contra o aumento do custo de vida. O aumento dos produtos alimentares, da energia, dos combustíveis, da habitação e as dificuldades de acesso aos serviços de saúde do SNS. As Mulheres têm muitas razões para lutar!

As mulheres da Direcção Nacional do MDM perguntam: como podemos viver condignamente se as nossas carreiras e os nossos salários não são valorizados nem suficientes para acompanhar os escandalosos aumentos do custo de vida. E ainda, quem ganha com os sacrifícios das mulheres?

Não aguentamos mais! A Direcção Nacional considera:

Essencial travar a perda de direitos das mulheres, no quadro de uma ofensiva ideológica sem precedentes, em que há uma mistificação em torno dos direitos das mulheres com uma crescente ocultação e invisibilidade, no que respeita às discriminações e direitos, seja na linguagem seja na desvalorização dos seus problemas específicos;
Necessário combater o agravamento das condições de vida e de trabalho das mulheres que são obstáculos à igualdade na vida. A nossa vida grita que a igualdade está longe de ser alcançada!
Juntas exigimos e lutamos pela concretização de uma vida melhor, de medidas e políticas que tornem os nossos direitos uma realidade e contribuam para autonomia e emancipação das mulheres.

Demos início à construção das comemorações do Dia Internacional da Mulher e da Manifestação Nacional de Mulheres que se realiza na Batalha, no Porto a 4 de Março e a 11 de Março, nos Restauradores, em Lisboa.

wb_gestaoDirecção Nacional do MDM analisa o agravamento da situação das mulheres