25 de Novembro

Dia Internacional Pela Eliminação da Violência Contra a Mulher

Acções de distribuição do documento “Não há desculpa! É possível eliminar a violência da vida das mulheres” e pulseira “Viver Direitos Vencer Violências” no distrito de Lisboa:

AMADORA: 17H Estação da CP da Amadora

ODIVELAS: 9H Estação de Metro de Odivelas

LISBOA – 12H – Frente aos Armazéns do Chiado

VILA FRANCA DE XIRA – 10H – Comércio Local – ponto de encontro ao  “Chave de Ouro”

LOURES – 18H – local a designar

SINTRA – 18H – Estação Ferroviária de Algueirão – Mem Martins

CASCAIS – Hora a designar – Estação da CP de Cascais

25 de Novembro

Dia Internacional Pela Eliminação da Violência Contra a Mulher

Acções de distribuição do documento “Não há desculpa! É possível eliminar a violência da vida das mulheres” e pulseira “Viver Direitos Vencer Violências”

AVEIRO:

15H00 – Universidade de Aveiro

16H30 – Praça Joaquim Melo Freitas

25 de Novembro

Dia Internacional Pela Eliminação da Violência Contra a Mulher

Acções de distribuição do documento “Não há desculpa! É possível eliminar a violência da vida das mulheres” e pulseira “Viver Direitos Vencer Violências”

ALMADA:

A partir das 16H00 – Junto à paragem de Almada do MST

25 de Novembro

Dia Internacional Pela Eliminação da Violência Contra a Mulher

Acções de distribuição do documento “Não há desculpa! É possível eliminar a violência da vida das mulheres” e pulseira “Viver Direitos Vencer Violências”

BRAGA:

10H00 – Arcada (centro da cidade de Braga)

14H30 e 16H00 – empresa Bosch

25 de Novembro

Dia Internacional Pela Eliminação da Violência Contra a Mulher

Acções de distribuição do documento “Não há desculpa! É possível eliminar a violência da vida das mulheres” e pulseira “Viver Direitos Vencer Violências”

BRAGANÇA:

12H30 – Polo de Bragança do Instituto Politécnico de Bragança

14H00 – Polo de Mirandela do Instituto Politécnico de Bragança

25 de Novembro

Dia Internacional Pela Eliminação da Violência Contra a Mulher

Acções de distribuição do documento “Não há desculpa! É possível eliminar a violência da vida das mulheres” e pulseira “Viver Direitos Vencer Violências”

VIANA DO CASTELO:

Hora a designar – No centro da cidade

25 de Novembro

Dia Internacional Pela Eliminação da Violência Contra a Mulher

Acções de distribuição do documento “Não há desculpa! É possível eliminar a violência da vida das mulheres” e pulseira “Viver Direitos Vencer Violências”

PORTO:

13H00 – FLUP – Faculdade de Letras da Universidade do Porto

17H00 – Estação de Metro do Bolhão

25 de Novembro

Exposição «Em pé de Igualdade | De pleno direito à luz da igualdade»

Bar da Escola Secundária S. Lourenço – Portalegre

 

25 de Novembro

Dia Internacional Pela Eliminação da Violência Contra a Mulher

Portalegre

15H00 – Encontro junto do Largo Dr. Frederico Laranjo – Encontro com a população

16H00 – Sessão Pública na Praça da República

25 de Novembro – 18h30

Dia Internacional Pela Eliminação da Violência Contra a Mulher

Para Além do Amor – Tertúlia

Tinturaria Galeria de Exposições  – Covilhã

27 de Novembro – 14h30

Caminhada «Para Além do Amor», pela prevenção e combate das violências contra as mulheres

Ponto de encontro – Palácio Landal – Santarém

Percurso – Centro histórico – 6/7 Km

27 de Novembro – 15h00

Exposição «Em pé de Igualdade | De pleno direito à luz da igualdade»

Biblioteca Municipal Miguel Torga – Miranda do Corvo

15H00 – Inauguração da Exposição

15H30 – À Conversa…«Viver Direitos… vencer violências…»

 

Entrada Livre

27 de Novembro – 15h00

Sessão Pública «A eliminação da violência contra as mulheres»

Auditório da Junta de Freguesia da Amora

27 de Novembro – 16h00

Sessão do projecto cineMULHER – Cinema | Debate

Auditório do Edifício do Poder Local – Feijó

Projecção do filme «Os Verdes Anos», de Paulo Rocha.

Debate «Violência nas relações de intimidade».

O projecto é o resultado de parceria com o CineCaixote – Clube de Cinema de Almada e conta com o apoio da Câmara Municipal de Almada.

29 de Novembro

Actos Públicos “Solidariedade com o povo palestino! Fim à ocupação e aos crimes de Israel!”

17H00 – Praceta da Palestina, no Porto

18H00 – Largo Camões, em Lisboa

INICIATIVAS RECENTES

23 de Outubro – 15h30

Exposição fotográfica «Mulheres de Areia. No deserto em busca de liberdade»

Biblioteca Municipal de Faro

 

Entrada Livre

28 de Setembro – 14h30

Fragmentos de vidas, de resistência e de luta – Mulheres da Marinha Grande

Auditório do Museu do Aljube – Lisboa

A história da Marinha Grande está marcada pelas suas fortes tradições associativas, de acção sindical e política.
A luta dos vidreiros por melhores condições de trabalho, liberdade sindical e contra a repressão, marcou os 48 anos de fascismo.

Mas também as mulheres sempre lutaram e são tantas vezes esquecidas.

Numa época em que se assiste em todo o mundo, e também em Portugal ao preocupante crescimento de movimentos e partidos de extrema-direita e de tentativas sérias de branquear a História em relação ao fascismo, é importante dar a conhecer exemplos de mulheres que abnegadamente lutaram pela liberdade, num Portugal oprimido e obscurantista.

O MDM vai realizar uma iniciativa no Museu do Aljube, em Lisboa, no próximo dia 28 de Setembro, pelas 16,30 h, dando voz a algumas dessas mulheres.

wb_top_accessAgenda